Archive for maio, 2010

Toy do Vencedor

Como vocês sabem, já anunciamos o vencedor do concurso “Customize um Toy Art”: foi o (twitter name) @maur0vni.

E o toy já ficou pronto! Peço sinceras desculpas é a @yokohama85, que ganhou a promoção do allstar e ainda não recebeu seu tênis, mas ela já sabe que ele já chegou e que estou em empenhando pra fazer o melhor possível em sua customização.

Abaixo está a foto do boneco pronto. Gente, é ou não é? O @23alan não é, mesmo, um cara com um talento imenso?

.

.

.

E você? Já votou na minha estampa? Conto com seu voto!

24/05/2010 at 12:48 7 comentários

mais uma vez pedindo voto…

tá foda, né? toda vez venho aqui pedir… mas então, meus amigos, se não forem vocês, quem?

http://www.camiseteria.com/design.aspx?did=38196

20/05/2010 at 13:27 2 comentários

te espero para te querer…

te espero ao deitar-me… só durmo após caíres em sono profundo… me preocupo… não estou por perto…

me procupo à toa, fato, mas a distância amplia os fatos…

vou dormir… intranquilo…

te quero logo, tão logo… e logo terei… sentirei o peso de teu corpo por todos os dias… e por esses dias anseio…

quero que esse tempo chegue, quero que o tempo passe logo…

18/05/2010 at 10:41 4 comentários

Promoção Maliciosa…

Mais uma promoção no ar:

Coração de Poeta + Jhon Bermond + SambaClub sorteiam duas camisas cheias de malícia pra você!

O amigo e designer gráfico Jhon Bermond [que foi o camarada que abriu o ‘Espaço Democrático‘ – podem se lembrar aqui] teve uma camisa printada (olha o anglicanismo aí, gente!) pelo SambaClub e, para compartilhar sua felicidade, resolveu sortear uma camisa a seus colegas e amigos, já que não pode comprar uma para cada, preferiu fazer algo democrático.

Após uma discussão geral chegamos as regras, e será simples, como sempre:

basta seguir os 3 no twitter, [@CoolJohnny, @jhonbermond, @sambaclub] e inserir a hashtag #malicia. Quem der retweet no link da promoção http://migre.me/E8g2 (tem que ser exatamente assim para termos o controle) tem mais uma chance de ganhar. Uma coisa importante: independente de quanto tweets você der, se a tag #malicia fizer parte, você está participando (ou seja, se você der 500 tweets que possuam #malicia, tem 500 chances de ganhar)!

Fácil, não?

Esta camisa está à venda aqui.

Agora é com você e boa sorte!

Qualquer dúvida é só escrever no comentário. Esta promoção só é válida para a camisa em questão, os vencedores escolherão o tamanho e o modelo (será uma masculina e uma feminina – eles se entederão), não podendo trocar por nenhuma outra estampa ou qualquer outro produto da loja. Deixe de ser cara-de-pau e compre o produto desejado.

12/05/2010 at 11:05 10 comentários

vim pedir votos, meeeeesmo!

dessa vez não terá blablablá… por favor, perca 2 minutos do seu dia e vote em mim:

something like this…
http://www.threadless.com/submission/271828/something_like_this

little tomato…
http://www.threadless.com/submission/271842/little_tomato

é muito simples: você faz o cadastro, caso já não o tenha (aconselho a fazer, pois vivo pedindo votos), clica nos quadrinhos em cima, tem 2, e, após isso, clica no número 5… simples!

quer comentar? por favor: faça-o!

não gostou dos desenhos? tudo bem… pode dar uma força assim, mesmo? ótimo!

obrigado, gente!

11/05/2010 at 09:34 9 comentários

Espaço democrático… #8

em 2000, senão me engano, numa festa de não me lembro quem, provavelmente de um amigo com apelido de cachorro, e, apredendo a fazer submarino (um estilo de beber chopp com tequila, que não ensinarei a vocês!), estava a júlia…

a vida vai, a vida volta, e numa dessas reviravoltas, passeando no pátio do meu serviço, encontro com ela, que trabalha no mesmo lugar (‘mundo-ovo’)…

júlia vai se casar, assunto que rotineiro em seu blogue, e relata aqui a sua ‘valsa da meia-noite‘ (aproveita para ler ao embalo de)… e aproveito o ED de hoje pra fazer a indicação de um filme para o final-de-semana, o ótimo ‘antes do pôr-do-sol’…

.

Oito horas em Paris

Por Júlia Linhares

Um casal apaixonado chega a cidade da luz menos de 48 horas depois de dizer “sim” a juíza de paz perante os seus 250 convidados. A euforia é tanta que seus olhares curiosos e apaixonados contemplam cada detalhe sem falar nada.

O primeiro destino é a torre Eiffel. Ao se aproximarem da torre, seus olhares se cruzam e se emocionam. Param por alguns instantes, se olham e se abraçam, como se quisessem eternizar o momento. Tiram algumas fotos, pegam o elevador e vão até o topo. Apreciam a vista e tentam imaginar como seria a noite.

De lá, seguem até a margem do Rio Sena e resolvem pegar o barco. Durante o passeio, degustam uma taça de vinho e conhecem vários pontos da cidade que seriam impossíveis de serem vistos em oito horas. O barco os deixa no mesmo ponto de partida. De lá, pegam o metrô e vão para o Arc de Thriomph, e aproveitam para passear e olhar as vitrines mais chiques do mundo na Champs Elysèes. De repente, olham para o relógio e se dão conta de que já é tarde, param em um bistrô para comer algo, e voltam para o aeroporto.

Para ele, era a sua terceira vez na cidade, para ela a primeira e foram apenas 8 horas. Mas em sua cabeça não fazia diferença, pois algo dentro dela dizia que voltaria ali e que passaria muitos momentos felizes. Seu sonho sempre foi passar a lua de mel na Itália. E isso, o seu ex-noivo e atual marido prometeu na noite em que a conheceu.

.

Foto: Náshara Silvera / Edição: Luiz Henrique Dunham

07/05/2010 at 09:35 29 comentários

medo e delírio em mim…

Quem tem medo de morrer? Por quê? Não possuo medo de morrer, mas sim, da forma.

Tenho constantes dores no peito. Na caixa toráxica. Se não melhorar, médico.

Fumante, 29 anos, sedentário, sentado 3/4 do dia basicamente em frente a um computador, quando não, a uma mesa. Mil idéias e uma preguiça que luto contra todas as vezes que chego em casa. Nas última semanas, a luta travada contra a preguiça deu vez a contra a dor.

Sei que não vou morrer antes de fazer algumas coisas (dentre poucas: ter um samba gravado, uma estampa produzida por um desses sites, fazer parte de/ter uma exposição de alguma coisa, publicar um livro de imagens, dirigir um filme, fazer o roteiro de outro, ser capa de revista [tá bom, uma matéria já é o suficiente], trabalhar [decentemente] em casa, fazer um stop motion, ter um estúdio, conhecer os lugares que quero, e a lista é grande, paro por aqui), e talvez a preguiça seja uma forma de postergar os feitos.

Contudo, essa dor no peito tem me incomodado. Talvez não seja nada e assim espero. Talvez seja algo e sabe-se lá o que pode ser.

Fazer, fazer, fazer e foda-se a dor. Se não mexer com ela, ela não mexe comigo.

Muitas pendências, me chateiam. Será esse sofrimento a colheita da insatisfação por ter tantos projetos parados?

‘Façamos! Vamos amar!’

E assim esperar que seja substituida pelo prazer.

Desculpem o desabafo, mas precisava.

06/05/2010 at 11:08 9 comentários

Posts antigos


Coração de Poeta


sou só um mensageiro, um profeta, contador de estórias: coração de poeta

twitter…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

flickr...

multi-uni-verse

Boring Dad

Similis vobis

Mais fotos

esperança…