Archive for março, 2009

sem título…

secara e se desfizera,
perdera ainda viva,
seu suco vital

———————————-

somente a luz…
ops! a escuridão…
ih! me perdi

———————————-

a mágoa de não saber,
é menor que a certeza
de saber o desnecessário


©Todos os direitos reservados

30/03/2009 at 20:21 Deixe um comentário

quase 30…

você fica 18 anos desejando, veementemente, que eles cheguem… pronto! chegaram… após 10 anos de sua chegada você se pergunta se valeu a pena ter esperado tanto tempo pela idade, ficar nela pelo curto período de 365 dias e, qdo menos se espera, você tem 28 anos…

28 anos está para os 30, assim como 18 está para a vida… a idade mais esperada tem um valor mítico, uma coisa de debutante… já a segunda (a mais perto dos 30), não é tão valorizada, pois você continua podendo dirigir, entrar em todos os lugares, ser preso, obrigado a votar… você não fica à espera de nada… pelo ao contrário, tenta, de toda forma, estacionar e torcer para que a outra casa decinal não chegue logo…

o ideal, claro, é que se chegue a ela, sem problemas… uma vez li uma frase que dizia algo mais ou menos assim: envelhecer é uma merda, mas a outra opção é muito pior…

sinceramente não vejo problemas em envelhecer, creio ficar melhor, mais evoluído, contudo, 30 anos é uma data complicada…

é engraçado você recordar em fotos antigas como você era… principalmente após olhar seu antigo cabelo e seu rosto liso… hoje a careca reluz e os pelos cobrem a face… alguns kilos para dar um charme extra…

esse é, fisicamente, você aos 28 anos… já o interior, que outros descubram… não existe a necessidade de espalhar aos 4 ventos… quem te conhecer, conhecerá…


©Todos os direitos reservados

29/03/2009 at 21:10 1 comentário

o estranho miolo lindo…

este é um caso estranho, talvez engraçado,
eu vi um homem desmiolado…
não desse tipo: pirado;
um que passou pro outro lado…
não que para isso não precise ser louco,
mais de um motivo o levou a tal,
um só seria pouco…
não me levem a mal:
morreu de forma covarde,
que requer muita ousadia,
se jogar no meio da tarde,
quase no final do dia…
ao ver os miolos espalhados na calçada,
pude ver sem deslize,
dessa vida não se leva nada,
percebi isso embaixo da marquise…
segundos antes de se jogar,
estava ele pensando:
‘é agora que tudo vai se acabar’
e acabou pulando…
transeuntes a passar, olhavam,
os mais variados tipos de comentário,
‘morreu pela vida que os outros levavam’
ou ‘se matar é coisa de otário’…
lá estavam seus miolos,
acinzentados como o céu…
— um minuto de silêncio —
que foi para o beleléu…
tanto desespero o fez tirar sua vida,
não esperou a hora chegada,
para morrer de ‘morte morrida’,
preferiu abusar da ‘morte matada’…
seus ‘restos’ nos mostrarão,
que somos iguais por dentro,
cérebo, pulmão coração,
cima, baixo, lados e dentro…
aquilo que um dia fez,
amou, comeu ou sentiu,
hoje mesmo se desfez,
foi pra bem longe!


©Todos os direitos reservados

26/03/2009 at 19:10 Deixe um comentário

sinto sua falta…

outro dia estava caminhando, na rua, procurando você… por motivos mais que óbvios, não encontrei!

só estava a te procurar por um motivo simples, porém bem real: sinto sua falta… como iria te encontrar, também? nem te conheço… sei que existes, mas onde estás? é romantismo da minha parte, sair as ruas a te procurar, embora só procure por estar nelas… não saio com esse objetivo… eu sei… sei também que não vou te encontrar assim, do nada… não me incomodo em me iludir…

estava pensando nos dias que ficaremos deitados a olhar as estrelas, inventando constelações… ou algo menos clichê, claro, como grafitar um muro, compor uma música, inventar um produto, quem sabe? fugir dos clichês é bom, mas eles também são uma boa iguaria… afinal, quem aí vai dizer que não gosta de domingo de chuva pra ficar vendo filme sob um cobertor?

esses domingos à noite são os piores… além de não acabarem, o seu lado da cama fica ali, vazio, frio, te esperando… e você não aparece…

os domingos são o de menos… o pior é a falta daquela ligação para saber se cheguei bem, que estás com saudades ou para dizer o que comestes no almoço…

sinto sua falta!

sempre confundo as mesmas pessoas com você… creio até que elas já me conheçam… provavelemente me dirão bom dia/tarde/noite da próxima vez que nos encontrarmos… ou venham tomar satisfações, querer entender o porquê de um olhar tão apaixonado por uma pessoa que nunca fora vista…

mesmo gostando muito de ir ao cinema só, não tenho mais frequentado… não vou mais à praia, não mais ando de bicicleta, não tem graça… aliás, andar de bicicleta nunca teve! mas coisas que eram prazerosas serem feitas só, já não mais o são…

por pequenas coisas assim que sinto a sua falta…

mas quem é você?


©Todos os direitos reservados

23/03/2009 at 00:34 3 comentários

sonambulismo…

ando sonambulando,
não sei se estou dormindo,
acordado, ou apenas em estado letárgico…
confundo-me em meus desenhos,
textos e roteiros…
meus sonhos e minhas experiências se fundem…
creio, neste exato momento, estar acordado,
porém, não há garantias que este relato
tenha sido escrito por:
acordado pensando,
acordado não-pensando,
dormindo pensando,
domindo vivendo,
acordado não-vivendo, ou,
se simplesmente,
lembrarei-me dele amanhã,
quando acordar (?)


©Todos os direitos reservados

21/03/2009 at 04:41 3 comentários

minha irmã nasceu…

gente, post pessoal, mas não poderia não fazê-lo:

nasceu, aos 19 dias do mês de março de 2009, às 19:38, pesando 3,140kg e medindo 47cm, minha irmã!

‘tá meio amassadinha ainda mas, por mal de família, é linda!

é proibida a reprodução, mas por quê?

é proibida a reprodução, mas por quê?

não é o primeiro gracejo que meus pais (cada um na sua) resolvem fazer comigo: há 10 anos atrás eu ganhei outra irmã, sendo que eu também já era bem grandinho na época…

e que venham mais!

20/03/2009 at 16:50 2 comentários

‘como fazer sapatinhas’, all star, sapatilhas de menina pintadas…

Bom, leitores, curiosos e afins, o título deste post são os termos mais procurados neste blog (ou como fizeram para chegar a ele), então aqui vai um segredo:

Eu também não sei Enfio a cara e faço (nem sempre o resultado é satisfatório, refaço, enfim).

Então, se alguém souber uma fórmula, ou um tutorial, por favor passe aqui de novo e me diga como, ok?!

Fica assim o nosso trato.


©Todos os direitos reservados

17/03/2009 at 17:15 Deixe um comentário

Posts antigos


Coração de Poeta


sou só um mensageiro, um profeta, contador de estórias: coração de poeta

twitter…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

flickr...

multi-uni-verse

Boring Dad

Similis vobis

Mais fotos

esperança…