e o samba comia solto…

23/06/2010 at 12:38 7 comentários

como já era de costume, as caras estavam mais amarradas do que nunca: cândida, a chata, já havia brigado com laerte pelo seu costume de chamar meninas bonitas para dançar coladinho, e, como a da vez foi a karla (com k, mesmo), o problema se agravou: ela era ex-namorada do ex-namorado de cândida, e existia entre elas um certo desconforto pois ele terminou com a chata para ficar com a outra… como se não fosse o suficiente, estavam também a bê e o bi, que se chamavam assim por frescuras de casalzinho apaixonadinhos (afinal, o nome dela era janete e o dele cristóvão) – segundo os amigos (maldosos), era mais prazeroso ouví-los se chamarem assim a ouvir os nomes verdadeiros – jamanta, completamente bêbado [como não poderia deixar de ser diferente], loloca, [doida pra dar] (mas como jamanta estava bêbado, muito bêbado, não conseguiu reparar isso, e, como só seria pra ele, ficou na vontade) e joão pedro, amigo de loloca que resolveu, de última hora, que queria conhecer o tão falado lugar que ela tanto falava… mas também só resolveu ir porquê levou um bolo de amanda, que ficou de ligar até às 19 para confirmar o cinema, mas, como ela ainda estava deprimida pelo término de seu namoro, resolveu ficar em casa, chorando, e esqueceu de ligar pra ele…

jamanta tentava, exaustivamente, jogar cerveja na bonitinha do lado, como pretexto para ter o que conversar com ela, acreditava que um pedido de desculpas, antes de saberem seus nomes, já era uma boa apresentação para ser um cara que não valeria nada, apenas se aproveitaria da moça, mas como todos sabiam, não comia ninguém… bê e bi dançavam juntos, pegavam cervejas juntos, conversavam juntos, banheiro juntos; parece que só iam com a turma pra pegar carona no táxi deles, tendo em vista que eles são sem grana e estagiários de biblioteconomia…  cândida e joão pedro estavam reclamando, ela do lugar, e ele, dela para loloca… karla e laerte estavam dançando… mal… mas estavam dançando… nenhum dos dois sabiam sambar, mas quicavam que era uma maravilha!

e o samba comia solto…

a verdade é que sempre era assim… e mesmo com as constantes chateações de cândida, todos se divertiam bastante, bebiam, dançavam, cantavam e ponto… voltavam pras suas casas sem maiores problemas…

mas não desta vez…

jamanta (que por algum motivo, todos possuiam um respeito enorme pela sua pessoa, outros diziam que era pelo seu dinheiro) deu a idéia:

– e se emendarmos direto na praia?

idéia de corno, como todos sabem, pois a chuva não cessava… porém, algo mais forte que o poder de dissernimento (leia-se: cachaça) fez com que eles dividissem um táxi até a praia mais próxima: leme…

– por mais 5 reais, independente do quanto der, leva os 8? – apertaram-se daqui, quem vai no colo de quem… ‘nem fudendo eu sento no colo do laerte’, e foi o momento que todos pensaram: ‘ah, fudendo tu vai no colo que qualquer um’, mas resolveram guardar para si, apenas começaram a rir, todos entenderam do que se tratava e laerte, com cara de quem não estava entendendo (e é provável que não estivesse, mesmo, estava muito bêbado) soltou:

– ué, mas num é a karlinha que vai?

mais um motivo pra outra briga… todos fizeram questão de dizer para cândida que o melhor seria que ela fosse pra casa, afinal, não aguentavam-na mais… na verdade, nunca aguentaram, mas como também não se lembravam porquê ela foi parar na turma e, de certa forma, era ela quem tinha os contatos para entrarem nos lugares pagando mais barato (quando não era por cortesia) não viam muito problema em dar risadas com seus ataques, por mais cândidos que fossem…

ao chegarem lá, às 4:30 da madrugada, além da chuva e da falta de guarda-chuva, e de jamanta com o ombro roxo de tomar tapas de cândida no carro, todos os estabelecimentos estavam fechados e nenhum táxi (mesmo que cada um pagasse o seu, como fora proposto por joão pedro, que não estava satisfeito com a furada que havia se metido) se atrevia a passar por lá…

jamanda, mas uma vez, deu a idéia de entrar em algum lugar onde ‘as primas’ frequentavam… todo o elenco feminino, principalmente cândida – que deu um tapa de mão aberta estalado e com raiva no peito dele, e bi foram contra (jamanta viu o brilho no olho dele, mas, para não contrariar bê)…

– e se formos nadar pelados? tá noite, estamos bêbados, todos molhados, mesmo…

tomou outro tapa de cândida… joão pedro se animou, não para nadar pelado, estava frio e passaria vergonha na frente de loloca, que era a portadora do maior arsenal de amigas gatas que ele conhecia, mas para dar um mergulho… laerte e karla foram os primeiros a tirar os sapatos e sair correndo areia adentro… aos poucos foram os outros, menos cândida, que resolveu ficar… mas logo decidiu que iria também, estava passando um carro com ‘playboyzinhos’ e não estava afim de ouvir nenhuma gracinha às 4:45 da madrugada em pleno início da avenida atlântica; já imaginava qual seria o tipo de abordagem…

todos à beira do mar (menos cândida, que estava entre o calçadão e o pessoal, bufando), chuva cerrando, ‘quem vai primeiro?’… estava frio… provavelmente a água do mar estaria mais quentinha que o tempo fora… mas e na saída? e o vento após sair do mar?

a dupla jogou os calçados perto de todos e se aproximou da espuma das ondas… eles se viraram para o pessoal, e karla gritou:

– Gente, tá muito quentinha, muito gostosinha!

quando um tentáculo, de solavanco, puxou laerte pra cima, sem ninguém perceber… só ouviu-se, ao longe, um grito e um barulho de algo mergulhando…

quando karla pensou em começar a correr um dos tentáculos agarrou-a pelos pés, levantou-a e também a levou para longe…

todos, parados, sem reação, não sabiam o que fazer, se corriam, se tentatavm resgatar os amigos… mas comofoitudo muito rápido e não conseguiram pensar em nada, vieram mais seis tentáculos, ao mesmo tempo e puxaram para água, só deixaram jamanta… que desesperado, ao invés de correr e tentar se salvar, foi em busca dos seus amigos e mergulhou…

cândida, que estava chegando, não percebeu nada, só ouviu os gritos, mas não entendeu do que se tratava…

ao chegar na beira, olhou para os sapatos, para jamanta que saia assustadíssimo do mar, sentou na areia e começou:

– ai, gente! como vocês são infantis… preciso arrumar amigos novos, sabe? não têm o menor senso de…

e jamanta, olhando para o mar, desesperado, começa a gritar:

– AQUIIII! AQUI!!!!! ME LEVA TAMBÉÉÉÉÉM!!!!!

Anúncios

Entry filed under: Contos / Crônicas. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , .

don’t touch my longboard! míquêi – o oitavo passageiro…

7 Comentários Add your own

  • 1. isoca  |  23/06/2010 às 14:33

    be e bi, é melhor que pai e mãe

    hihihihi

  • 2. Ingridh  |  23/06/2010 às 22:31

    Genial!

    hahahahahahahahahahaahhahahaha

    – AQUIIII! AQUI!!!!! ME LEVA TAMBÉÉÉÉÉM!!!!!

    hahahahahahahhahaa

  • […] This post was mentioned on Twitter by Cool Johnny and Cool Johnny, Ingridh Freitas. Ingridh Freitas said: Vale a pena! 🙂 RT @CoolJohnny pra quem não viu de tarde: 'e o samba comia solto…' http://wp.me/poemA-u1 […]

  • 4. Gustavo  |  24/06/2010 às 10:07

    Que putaria louca! Depois ficção científica. rss

  • 6. Nina Vieira  |  28/06/2010 às 19:03

    Meu poeta querido – me desculpe pelo sumiço (me mate, se quiser).

    Seu conto me lembra esse Brasil que vivemos – é em época de copa, de samba, que a sacanagem rola solta.
    Um beijo.

  • 7. coracaodepoeta  |  29/06/2010 às 22:16

    ‘me mate, se quiser’ hahahahahahaahaa.. menina!
    té parece q faria mal a alguém… muito menos vc…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Coração de Poeta


sou só um mensageiro, um profeta, contador de estórias: coração de poeta

twitter…

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

flickr...

esperança…


%d blogueiros gostam disto: