o amor nos tempos da gripe… [ensaio]

02/10/2009 at 11:03 4 comentários

“…E quem um dia irá dizer / Que existe razão / nas coisas feitas pelo coração…”

5 anos.

5 anos foi o tempo que ele esperou-a.

E a espera foi longa. 5 anos.

Há 3 havia se declarado. Ela não sabia. Viajou. Após 2 anos de ausência, expôs.

Ela estava casada, ele não sabia. Apaixonara-se por um argentino. Menina nova, estava perdoada.

Não se conteve e disse a ela. Mandou-lhe um e-mail. Ela leu. E gostou. E pesou sua vida. Não tinha saída.

Casada. Pouco tempo. Mas fora uma paixão. A chama apagou. Sua vida pertencia ao país vizinho.

“…E no meio de tanta gente eu encontrei você / Entre tanta gente chata sem nenhuma graça, você veio…”

… (…) …

Como a EPIDEMIA de gripe suína saiu dos noticiários, este texto, que começara a ser escrito no dia 21/08, não tem mais a razão de ser terminado, mas o registro do ensaio de um conto com trilha sonora. Se alguns dos 12 leitores (olha como consegui mais!!!) tiveram gostado da idéia, fiquem tranquilos: tenho mais, o problema desse é que ficou obsoleto.


©Todos os direitos reservados

Anúncios

Entry filed under: Contos / Crônicas. Tags: , , , , , , , , , .

expo nova noiva… ars longa vita brevis e a flor de lótus…

4 Comentários Add your own

  • 1. juzanotelli  |  02/10/2009 às 14:41

    parece um dos meus textos. rs
    mas eu queria ver o final…
    será que ela pegou gripe suína do ex-marido e quando juntou com esse aí que esperou… passou a gripe e o cara morreu? hiuheiuhe me contaaa!

    bjosss

  • 2. coracaodepoeta  |  02/10/2009 às 15:05

    Corrigido!

    Então: Ela voltaria, mas ‘gripada’, se encontrariam, e, ao som de algumas músicas que não cheguei a pensar (texto ficou de molho e ‘passou da época’), ia descrever a dificuldade de desejar alguém, ver e não poder beijar, sentir, abraçar, trepar e afins… (Esse afins é ótimo, né?! não extistem mais ‘afins’, mas tudo bem, gosto de terminar assim)

  • 3. juzanotelli  |  02/10/2009 às 15:25

    também gosto do “afins”.. rs
    aaah.. sim! agora entendi! 🙂

  • 4. isoca  |  03/10/2009 às 01:47

    Deveria ter continuado, porém compreendo, tem textos que depois de um tempo, se não publicado, perdemos o ‘tesão’ por ele.

    Se meio texto foi ótimo, imagina um inteiro…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Coração de Poeta


sou só um mensageiro, um profeta, contador de estórias: coração de poeta

twitter…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

flickr...

multi-uni-verse

Boring Dad

Similis vobis

Mais fotos

esperança…


%d blogueiros gostam disto: