biscoito interrompido…

11/05/2009 at 15:47 Deixe um comentário

joão ricardo acordou com vontade de comer torta romeu e julieta de biscoito goiabadinha (não vou fazer propaganda do outro, né?!)… viu a receita na televisão (também não vou falar aqui o nome do programa, já tem publicidade demais)… lembrou-se de épocas remotas, quando o biscoito recheara seus recreios e seus momentos de ócio…

deixou a vontade de lado… foi visitar uns parentes…

bebeu, comeu, mas a vontade da torta de goiabadinha não passava… ficava imaginando: se o biscoito puro, já era bom, numa torta, ideal!

havia ido pra casa, imbuído na vontade de não comer a torta… não faria esforço para comê-la… querer, querer, querer, queria… mas… preferiu ficar sem…

ao receber um convite de ir bater papo em um ambiente localizado ao lado de uma casa de doces e tortas

mais uma vez ficou com vontade de comer a torta… agora o seu imaginário ia a mil… aquela tortinha… branquinha… aquele goiabada derretida… moreninha nas extremidades… com aquele recheio levemente ‘mousseficado’… o contraste perfeito entre o que há de não muito doce, com o sutilmente salgado…

e o papo estava indo muito bem, tomaram um chopp, comeram uma pizza – o início do seu futuro problema – mas nada saciava sua vontade de comê-la…

ao olhar para o lado, joão ricardo viu que a doceria estava com as portas fechando… tempo suficiente para jogar qualquer 20 dinheiros na mesa e começar a maratona… ao chegar na loja, o primeiro sinal de enjôo deu vida… pediu um pedaço, ‘aliás, me vê logo 2’, e uma senhora muito nada simpática (estava fechando a loja, não queria ninguém no estabelecimento) começou a embrulhar a torta… ‘não, senhora, eu vou comer agora’ – ‘meu filho, estamos fechando, ou é assim ou fica pra amanhã… o que me dizes?’…

ao partir, voltou à mesa, pediu desculpas e foram embora… no caminho de casa o segundo sinal de enjôo veio com mais força… mas seguraria até em casa… ainda não sabia ao certo o que era…

despediu-se de seus amigos, subiu o elevador e mal entrou na cozinha, o plástico do embrulho já estava aberto, um pedaço de torta num daqueles pratos pequenos, abrira um refrigerante de cola e estava a caminho de seu quarto, iria desfrutar a maravilha no aconchego de sua cama…

sentou-se e na primeira garfada que levou à boca (sem conseguir chegar até ela), veio o terceiro sinal de enjôo e foi ao banheiro…

tudo girava, suava frio, pensava na torta e era pior, sentia-se mais enjoado… tomou um banho… melhorou…

ao voltar, olhava a torta, tentava colocar aquele pedaço na boca e nada! enjoava-se todas as vezes… não conseguia comer… estava lá, aquela maravilha, olhando pra ele, ele olhando pra ela, ela querendo ofertar-lhe prazer e nada! não sabia o porquê, mas não conseguia comê-la…

foi dormir… e no dia seguinte acordou com dor-de-barriga…

joão está com medo, pois já se passaram dois dias e ele ainda está enjoado, teme que no terceiro dia a torta estrague… mas ele tentará de novo…


©Todos os direitos reservados

Nota do autor: segue abaixo a receita desta torta para quem quiser (se fizerem, por favor, me chamem! Irei com o maior prazer)

TORTA ROMEU E JULIETA

Massa:
4 pacotes de biscoito goiabinha
1 xícara de leite
1 colher de rum

Molhe os biscoitos no leite misturado com a bebida, mas seja rápido, coloque-os e tire-os num instante. Numa forma redonda de aro removível untada com manteiga, forre o fundo e as laterais com os biscoitos.

Recheio:
400 grs. de queijo meia cura ou minas padrão
1 lata de leite condensado
1 caixinha de creme de leite
1 envelope de gelatinha sem sabor (preparada conforme as instruções)

Bata todos os ingredientes no liquidificador  e por último coloque a gelatina. Bata mais ou menos por cinco minutos.
Despeje esse creme sobre a massa da torta e leve a geladeira para firmar. É rápido.

Calda:
400 grs. de goiabada

Por fim, derreta numa panela 400 grs. de goiabada com uma xícara de água, até ficar mole e jogue por cima da torta já endurecida. Volte a geladeira até a hora de servir.

Anúncios

Entry filed under: Contos / Crônicas. Tags: , , , , , , , , , , .

meu tempo é quando? the way we vote…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Coração de Poeta


sou só um mensageiro, um profeta, contador de estórias: coração de poeta

twitter…

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

flickr...

multi-uni-verse

Boring Dad

Similis vobis

Mais fotos

esperança…


%d blogueiros gostam disto: