já estava amanhecendo…

02/04/2009 at 11:42 Deixe um comentário

ela estava deitada

brancas nuvens as suas costas

embebecidas no suor, cúmplice do prazer

testemunhado por seus seios

que mesmo com o céu descendo à terra

eram naquele momento

fonte de prazer jamais provada

não eram de seu agrado por detalhes irrisórios

mas foi e sempre será a mais bela prova da existência divina

seu ventre fora desbravado como nunca

selava o silêncio dos corpos

instantes antes eclodiam de êxtase

o resto do mundo dormia em paz

podia a vida cessar

nenhum ser jamais passara por tal

por ali continuaram

até momentos posteriores

onde tudo começaria de novo


©Todos os direitos reservados

Anúncios

Entry filed under: Poemas. Tags: , , , , , , , , .

e por mais que se queira… 7 dias de luto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Coração de Poeta


sou só um mensageiro, um profeta, contador de estórias: coração de poeta

twitter…

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

flickr...

esperança…


%d blogueiros gostam disto: